IPB RADIO

sábado, 22 de março de 2014

Tota Scriptura e 400 anos de silêncio parte 1


No boletim passado começamos a falar sobre o assunto Tota Scriptura (Toda a Escritura). Falamos sobre a importância de lermos o Velho Testamento  e entendermos suas histórias e rituais à espera de Cristo. Não temos como precisar quando foi que a Escritura começou a ser registrada; provavelmente, o primeiro a registrar as Palavras de Deus foi Moisés, quando o povo de Israel saiu do Egito. Depois vieram os juízes, os profetas e os reis Davi e Salomão. O povo de Israel se desviou de Deus e a partir do reinado do filho de Salomão, o país de dividiu em dois: Israel (as dez tribos ao Norte) e Judá (a tribo de Judá, no sul). A tribo de Levi não possuía terras; eles trabalhavam no templo que ficava em Judá, onde estava a cidade de  Jerusalém. Os profetas Jeremias e Ezequiel são chamados de profetas do cativeiro, pois sua mensagem fala que Deus ia castigar o povo com o exílio; Ezequiel escreveu do cativeiro. O profeta Daniel é levado escravo neste tempo. Depois de 70 anos de cativeiro, Deus levanta Esdras e Neemias para voltar para Jerusalém e reconstruir o templo e o muro da cidade que haviam sido destruídos pelos babilônios. Neste período, nós temos os profetas menores que são chamados assim pela quantidade pequena de profecias escritas. Temos o caso de Jonas, um profeta que foi mandado por Deus para testemunhar em Nínive, mostrando o aspecto salvador de Deus no Velho testamento. O ultimo profeta a se manifestar é Malaquias; a mensagem de Malaquias aponta o quanto o povo de Deus havia se afastado da Palavra. A mensagem mais conhecida de Malaquias é sobre o dízimo, que inclusive é pregado exaustivamente pelos adeptos da teologia da prosperidade; é uma pena conhecer Malaquias apenas na questão do dízimo. Sua mensagem profética começa falando sobre os sacerdotes que rejeitaram o conhecimento de Deus e que não instruíram o povo; depois o profeta condena as injustiças que estavam sendo praticadas entre o povo; mas adiante, a mensagem é contra o divórcio; o texto diz que “Deus odeia o divórcio” Ml 2.16; no capitulo 3, ele fala sobre a vinda de Deus em justiça e também sobre o dizimo e no capitulo 4, encontramos uma consoladora profecia sobre a vinda de Cristo. Malaquias é a despedida do Velho Testamento. Foi escrito há 2400 anos e depois dele, Deus ficou “calado” não enviando nenhum profeta durante 400 anos; chamamos esse período de 400 anos de silencio de Deus. No próximo numero continuaremos no assunto!

Que Deus nos abençoe!

Tota Scriptura e Sola Scriptura

Sola Scriptura e Tota Scriptura

“Vocês estudam as Escrituras Sagradas porque pensam que vão encontrar nelas a vida eterna. E são elas mesmas que dão testemunho a meu favor” João 5.39
A Reforma Protestante é o movimento nascido no século XVI com o objetivo de levar a Igreja de volta para a Palavra de Deus. Já temos visto em estudos anteriores sobre os Solas da Reforma, ou os “somentes”: Somente a Escritura, Somente Cristo, Somente a Graça, Somente a fé e somente a Deus toda a glória.  Os reformadores entenderam que a Bíblia é a única regra de fé e de prática da igreja, sendo que nenhuma outra coisa pode ocupar esse lugar; o centro do culto, o padrão de disciplina, a forma litúrgica e toda a prática da igreja no evangelismo e cuidado com o próximo já estão amplamente registrados nas páginas da Bíblia. Hoje, quero iniciar uma breve meditação sobre outro conceito importante: o Tota Scriptura, ou Toda a Escritura. Isso significa que devemos ler, entender e meditar em toda a Bíblia e não somente em algumas passagens favoritas. Precisamos descobrir o prazer de ler o Antigo Testamento como o povo de Deus lia, à espera do Messias prometido; Temos que ler o Genesis, não como um livro cientifico, mas como um relato para o povo de Israel que precisava conhecer o seu Deus; temos que ler a Lei e os rituais do sacrifício de Êxodo, Levítico entendendo que todos eles um dia se cumpririam em Cristo! Temos que ler em Números aquela longa lista de nomes de famílias e descobrir que a Bíblia é um documento sério; Deus se preocupou com cada família do povo de Israel. Temos que ler os livros históricos e entender a formação do país, num preparo para vinda do nosso Senhor Jesus. Temos que ler os profetas e saber que Deus estava falando com eles a Sua palavra e vontade, como Pedro disse: “Pois nenhuma mensagem profética veio da vontade humana, mas as pessoas eram guiadas pelo Espírito Santo quando anunciavam a mensagem que vinha de Deus. 2Pe 1.21. Descobrimos nas genealogias, nomes de homens e mulheres que viveram e morreram confiando no mesmo Deus que nós confiamos hoje e seus nomes estão lá para mostrar documentalmente que Deus conhece cada pessoa, e portanto, eu posso me alegrar sabendo que sou conhecido e amado por Ele. Desfrute da leitura sistemática (contínua e ordenada) de toda a Bíblia. Não basta  o Sola Scriptura. Devemos declarar também o Tota Scripura. No próximo numero continuaremos o assunto.
Pr. Nadiel Marins 

Que Deu
s nos abençoe!