IPB RADIO

QUEBRA GELOS e DINÂMICAS -CÉLULAS

Neste espaço estarão quebra gelos que poderão ser usados nas células da igreja. Que Deus te abençoe!
Olá irmãos e líderes de célula! Tenho um novo quebra-gelo para que possa ser compartilhado na célula. Escolha uma pessoa que será o OUVINTE e outro que será o MENSAGEIRO. Escolha mais dois que irão atrapalhar a mensagem. Funciona assim: Voce deve pedir que o mensageiro diga palavras boas e elogios para o OUVINTE e os dois atrapalhadores irão discordar o tempo todo; por exemplo, o MENSAGEIRO diz: "Você é uma pessoa muito responsável"; os atrapalhadores dirão no seu ouvido: "mentira" "não é nada disso" Espero que seja útil!


NOVA DINÂMICA- APRESENTANDO JESUS NA TV! 
A dinamica nova é a seguinte: Improvisa uma caixa de papelão e abra o fundo fazendo uma carcaça de aparelho de TV. O líder deve dizer que cada participante da célula ganhou um minuto no horário nobre da TV para falar sobre Jesus Cristo. Cada um deve falar o que sabe sobre Jesus e o que Ele pode fazer na vida do ser humano.
O objetivo é saber como as pessoas estão conhecendo Jesus e como está o nível de evangelismo do grupo.
Muito boa essa dinamica!
ABRAÇOS
Pr. NADIEL MARINS


1- PARTES DO CORPO
Depois de fazer um círculo, o líder começa colocando a mão em alguma parte do corpo e falando o nome de outra parte do corpo (ex. o Líder pega no nariz e diz: "este é o meu pé"); quem está à sua direita deve pegar no pé e falar o nome de outra parte do corpo; assim todos participam e no final pode se aplicar que no Corpo de Cristo cada um tem uma função e que quando não vivemos isso, corremos risco de causar uma anomalia ou deficiência no corpo.

2- DINAMICA DA APRESENTAÇÃO
Para que todos se conheçam e se sintam a vontade no grupo, o líder solicita que os participantes formem subgrupos de dois, com parceiros que não se conheçam. Durante alguns minutos as duplas se entrevistam mutuamente, logo após voltam ao grupo grande e cada membro fará a apresentação do colega entrevistado. Ninguém poderá fazer sua própria apresentação.

3- A TROCA DE UM SEGREDO
Material necessário: pedaços de papel e lápis.
Desenvolvimento: os participantes deverão descrever, na papeleta, uma dificuldade que sentem no relacionamento e que não gostariam de expor oralmente;A papeleta deve ser dobrada de forma idêntica, e uma vez recolhida, misturará e distribuirá para cada participante, que assumirá o problema que está na papeleta como se fosse ele mesmo o autor, esforçando-se por compreendê-lo.Cada qual, por sua vez, lerá em voz alta o problema que estiver na papeleta, usando a 1ª pessoa “eu” e fazendo as adaptações necessárias, dando a solução ao problema apresentado.
Compartilhar: a importância de levarmos a cargas uns dos outros e ajudarmos o nosso próximo

4- CÍRCULO FECHADO
Desenvolvimento: O LÍDER pede a duas ou três pessoas que saiam da sala por alguns instantes. Com o grupo que fica combinará que eles formarão um círculo apertado com os braços entrelaçados e não deixarão de forma nenhuma os componentes que estão fora da sala entrar no círculo. Com os componentes que estão fora o professor combinará que eles devem entrar e fazer parte do grupo. Depois de algum tempo de tentativa será interessante discutir com o grupo como se sentiram não deixando ou não conseguindo entrar no grupo.
Compartilhar: Muitas vezes formamos verdadeiras “panelas” e não deixamos outras pessoas entrar e se sentir bem no nosso meio. Como temos agido com as pessoas novas na igreja?

5-A GARRAFA DO ENCORAJAMENTO
Material necessário: Uma garrafa de refrigerante vazia.
Desenvolvimento - Todos sentados em círculo. O líder coloca a garrafa deitada no chão no centro da sala e a faz girar rapidamente, quando ela parar estará apontando para alguém e dará uma palavra de encorajamento ou estímulo à essa pessoa. A pessoa indicada pela garrafa terá então a tarefa de girá-la e falar palavras de encorajamento para quem ela apontar e assim sucessivamente.
Compartilhar: as boas palavras edificam (1 Pe 4:10,11; Ef 4:29,30; Pv 12:25).

6- TIRO NA CULATRA
Material necessário: lápis e papel
Desenvolvimento: O líder formará um círculo e distribuirá para os membros do grupo lápis e papel. Pedirá para cada um para escrever algum tipo de atividade que gostaria que o colega sentado à esquerda realizasse. Depois disso pedirá a cada um que leia o que escreveu e desempenhe a tarefa que havia sugerido ao seu colega.
Compartilhar: Mostrar na prática que não devemos desejar ao próximo aquilo que não queremos para nós mesmos. Mateus 7:12

7- PASSANDO UM RECANDO
Escolhe-se cinco ou seis pessoas para saírem da sala, distante o suficiente para não ouvirem o que será tratado. Aos que ficam é contado uma estória e passado um recado (vide exemplo abaixo). Chama-se a primeira pessoa que estava lá fora. Conta-se a ela o recado e pede-se que repasse à próxima pessoa que irá entrar na sala (não vale repetir o recado). E assim por diante. Todos irão notar as distorções que ocorrem...

Todos estão em uma escola. O Diretor da escola VAIKEMKÉ, avisa que hoje a noite, às 20:30h, todos deverão ir ao pátio da escola, de óculos escuros, para ver o Cometa Haley que irá passar. Caso chova, todos deverão ir ao auditório, pois será apresentado um filme em 3D sobre estrelas cadentes, todos deverão levar óculos especiais.


8- MÁQUINA REGISTRADORA
Objetivo:
a) Demonstrar como a busca do consenso melhora a decisão.
b) Explorar o impacto que as suposições têm sobre a decisão.

Material utilizado:
Uma cópia da história da "Máquina Registradora", para cada membro participante e para cada subgrupo. Lápis ou caneta.

Processo:
1. O animador distribui uma cópia da história da "Máquina Registradora" para cada membro participante, que durante sete a dez minutos deverá ler e assinar as declarações consideradas verdadeiras, falsas ou desconhecidas.

2. A seguir, serão formados subgrupos de cinco a sete membros, recebendo cada subgrupo uma cópia da história da "Máquina Registradora", para um trabalho de consenso de grupo, durante doze a quinze minutos, registrando novamente as declarações consideradas verdadeiras, falsas ou desconhecidas.

3. O animador, a seguir, anuncia as respostas corretas. (A declaração número 3 é falsa, e a do número 6 é verdadeira, e todas as demais são desconhecidas).

4. Em continuação haverá um breve comentário acerca da experiência vivida, focalizando-se sobretudo o impacto que as suposições causam sobre a decisão e os valores do grupo.

EXERCÍCIO DA "MÁQUINA REGISTRADORA"
A HISTÓRIA:
Um negociante acaba de acender as luzes de uma loja de calçados, quando surge um homem pedindo dinheiro. O proprietário abre uma máquina registradora. O conteúdo da máquina registradora é retirado e um homem corre. Um membro da polícia é imediatamente avisado.
Declarações acerca da história
Verdadeiro
Falso
Desconhecido


1. Um homem apareceu assim que o proprietário acendeu as luzes de sua loja de calçados.
V
F
?

2. O ladrão foi um homem.
V
F
?

3. O homem não pediu dinheiro.
V
F
?

4. O homem que abriu a máquina registradora era o proprietário.
V
F
?

5. O proprietário da loja de calçados retirou o conteúdo da máquina registradora e fugiu.
V
F
?

6. Alguém abriu a máquina registradora.
V
F
?

7. Depois que o homem que pediu o dinheiro apanhou o conteúdo da máquina registradora, fugiu.
V
F
?

8. Embora houvesse dinheiro na máquina registradora, a história não diz a quantidade.
V
F
?

9. O ladrão pediu dinheiro ao proprietário.
V
F
?

10. A história registra um série de acontecimentos que envolvem três pessoas: o proprietário, um homem que pediu dinheiro e um membro da polícia.
V
F
?

11. Os seguintes acontecimentos da história são verdadeiros: alguém pediu dinheiro - uma máquina registradora foi aberta - seu dinheiro foi retirado e um homem fugiu da loja.
V
F
?